Facebook

Tóquio apresenta medalhas feitas com material reciclável – Ativo

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Tóquio, no Japão, apresentou 5 mil medalhas recicladas que serão usadas nos Jogos Olímpicos de 2020. Os objetos foram produzidos a partir de 32 kg de ouro retirados de celulares doados por mais de 90% das cidades japonesas em campanhas de reciclagem.

A fim de torná-las mais parecidas com pedras polidas, os organizadores recuperaram também 3,5 toneladas de prata e 2,2 toneladas de bronze para produzir as medalhas olímpicas e paralímpicas.

Design das medalhas

A parte frontal da medalha foi elaborada com um desenho tradicional japonês que mostra a deusa grega da vitória, Nice, junto ao estádio Panathinaikos, em Atenas. Já no verso, foi gravada a frase “Tóquio 2020”, uma miríade de círculos que representa o numeral grego 10 mil e os tradicionais anéis olímpicos.

Segundo os organizadores, o design simboliza a diversidade e o mundo em que as pessoas competem em esportes e se esforçam no trabalho para serem honradas.

Tecnologia e sustentabilidade

Quatro tipos de robôs operarão nos locais dos jogos para capturar vídeo e áudio para pessoas que não podem assistir aos jogos, além de coletar dados, discos e outros objetos usados no atletismo.

Robôs das mascotes japonesas Miraitowa e Someity também estarão presentes para acenar, apertar as mãos e saudar os visitantes.

Fora isso, telhados e arquibancadas dos ginásios foram construídos com madeira de reflorestamento. Os uniformes dos funcionários e o pódio foram feitos com plástico reciclável retirado de 45 toneladas de lixo no mar.

Desta forma, Tóquio planeja virar uma cidade de modelo sustentável e usará as olimpíadas para alavancar o crescimento econômico e as iniciativas ecológicas do país.

Leia mais

Froome muda estratégia para buscar medalha nos Jogos Olímpicos 2020

Sororidade na corrida. Ela existe mesmo?

10 dicas para quem está começando a correr

Fonte Oficial: Ativo.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal Corrida.

Comentários

Compartilhar:

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!